EFEITO PLACEBO E NOCEBO

criatividade em soluções energéticas: http://hypescience.com/10-estranhas-fontes-de-energia/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

SE SENTINDO PARA BAIXO? DESCUBRA COMO MELHORAR COMUM TELEFONEMA, artigo do Hypescience de 19/11/2012

INTRODUÇÃO: sofrimento intenso, incômodo e problemas meganérgicos criados pelo nosso próprio pensamento, sempre existiram, existem e existirão em profusão. Muitos militantes do Paradigma do Passivismo Psíquico – PPP –  estão evoluindo e se distanciando cada vez mais dos ultrapassados axiomas paradigmáticos passivistas e correndo em direção à Noergologia, o que é o caminho natural na história do progresso humano. A vantagem da adesão imediata à Noergologia e da obediência firme aos axiomas e manuais praxiológicos é a racionalização que a análise paradigmática proporciona, gerando economia de tampo, talento e dinheiro.

http://hypescience.com/se-sentindo-para-baixo-ligar-para-um-amigo-pode-ajudar/

10 passos para ganhar a vida fazendo o que gosta

Tem muita gente que adora o que faz e é apaixonado pela própria carreira, mas também tem muita gente que está preso a um emprego que não gosta ou pelo menos que não os motiva.

Trabalhar fazendo o que você adora é bom para você e para seu empregador, sem dúvida. Mas como transformar o sonho em realidade? Veja estas 10 dicas para transformar sua paixão em carreira:

1 – Busca espiritual

Para ganhar a vida fazendo o que gosta, é preciso primeiro gastar um tempo pensando sobre o que te traz prazer.

Para isto, pense no assunto e descubra quais são as coisas que você gosta de fazer, incluindo o máximo de detalhes e informações específicas que for possível, sem categorizar em uma carreira ou indústria específica.

Somente depois de ter uma lista do que você gosta de fazer, você deve pensar nas carreiras que se encaixam nesta lista.

2 – Separe um tempo para fazer acontecer

Uma vez determinadas as paixões que você gostaria de transformar em carreira, é importante tomar os passos necessários para transformara a ideia em realidade.

Agende um tempo para elaborar o plano que vai te levar lá, e escreva esse plano, mesmo que ele seja detalhado em pequenos passos.

3 – Descubra como lucrar com sua paixão

Para transformar algo que se adora em um negócio, é preciso determinar como se faz dinheiro com isto.

Gaste algum tempo coletando ideias, olhe para sua paixão de diversos ângulos, com a sua perspectiva, a perspectiva do comprador, a perspectiva do usuário final e a perspectiva da audiência. Por exemplo, pessoas que amam arte podem financiar sua paixão de diversas formas, como ensinando arte, trabalhando em uma galeria ou fazendo arte.

4 – Converse com quem já fez o que você quer fazer

Encontre alguém que faz aquilo que você adora, por exemplo, algum empreendedor que esteja trabalhando na sua área de interesse.

Conversar com alguém que já está no mercado e que tem a mesma paixão que você lhe permite descobrir os revezes que lhe esperam, o que vai lhe ajudar a descobrir como criar um modelo de negócio.

5 – Cerque-se de pessoas que o apóiem

Quando você abandonar o seu emprego atual e mudar de vida, vai precisar de pessoas para lhe apoiarem e encorajarem, principalmente por que muita gente não gosta de mudanças, vai se assustar e acabar contribuindo para tentar lhe segurar no passado.

O apoio de amigos fará com que você se sinta menos sozinho, e muito mais corajoso.

6 – Seja destemido

Criar uma carreira pode ser um projeto assustador, mas você não pode ter medo de mergulhar de cabeça.

Muitas pessoas têm medo de tentar fazer o que adoram por terem receio de não serem bons ou de cometerem um erro, ou até de não estarem prontos. O caminho é tentar e, quando e se cometer um erro, simplesmente prosseguir.

7 – Não fique esperando

Quanto mais tempo as pessoas esperam para fazer do que gostam uma carreira, menos provável que algum dia elas venham a fazer isso.

É preciso ter espírito empreendedor e agir rapidamente. Abra o negócio que você está sonhando agora porque, quanto mais velho você fica, menos riscos você estará disposto a tomar.

8 – Estude

Antes de se arriscar, quem está interessado em trocar de carreira precisa ter algumas aulas ou uma instrução profissional sobre indústria que quer entrar. Desta forma, as pessoas podem se certificar de que tal carreira realmente é para elas.

O investimento em cursos e treinamento também serve para medir o talento e perseverança.

9 – Não tente fazer tudo sozinho

A maioria pensa que fazer algo que gosta exige iniciar seu próprio negócio, mas nem sempre este é o caso.

Um caminho mais fácil é encontrar uma empresa, companhia ou projeto que já faça algo que você adora, e tentar um emprego lá. Não tenha medo de “começar por baixo”.

10 – Tenha paciência

Quem está perseguindo seu sonho tem que estar preparado para os problemas iniciais que certamente virão.

É preciso ter paciência, já que pode levar algum tempo entre o início do novo negócio e o esperado lucro que lhe permitirá abandonar o emprego que você não gosta.

 

 

 

  1. 1.     BIOMEDICINA: FRAUDES AUMENTAM EM ESTUDOS CIENTÍFICOS, Hypescience 3/10/2012

Segundo um novo estudo publicado (no muito respeitado e confiável) periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, a fraude é um verdadeiro problema em publicações científicas, que aumentou no decorrer das décadas.

O estudo analisou 2.047 artigos sobre pesquisas biomédicas que datam de 1973 a hoje e que foram mais tarde desacreditados e retraídos de publicações científicas, e constatou que a maior razão para a sua retração não foram erros honestos (não propositais), mas sim fraude.

Mais de 40% das retrações foram devido à descoberta de fraude, e 23% por conta de plágio. A taxa de retrações de artigos publicados, apesar de pequena em porcentagem (cerca de 2.000 entre dezenas de milhões publicados nas últimas quatro décadas), está crescendo: aumentou cerca de 10 vezes nos últimos 37 anos.

Essa tendência é preocupante, porque mesmo um número muito pequeno de artigos fraudulentos pode acarretar enormes danos. Por exemplo, a maior fraude mencionada no estudo é do Dr. Andrew Wakefield, um inimigo de vacinação. Seu trabalho científico falso relatava uma ligação entre autismo e vacinas, o que teve um impacto devastador sobre a saúde e o bem-estar de bebês e crianças de todo o mundo, pois as mães entraram em pânico e não quiseram vacinar seus filhos com medo deles ficarem doentes.

Apesar do artigo ter sido retraído e desacreditado, muitos ainda continuam achando que Wakefield estava certo.

Recentemente, um médico britânico, Benjamin Goldcare, denunciou uma prática da indústria farmacêutica de omitir resultados negativos de novos remédios para vendê-los como se fossem eficazes.

A cada ano, são testados e lançados uma infinidade de novos medicamentos. O sistema de teste e aprovação desses remédios coloca controle excessivo nas mãos dos fabricantes, de forma que eles quase sempre podem definir qual o veredicto sobre qualquer medicamento em fase de experimentos. Em busca de proteger os próprios interesses econômicos, os laboratórios farmacêuticos nem sempre liberam os remédios ao mercado com a garantia de que farão bem aos pacientes.

Esse mecanismo coloca uma série de medicamentos no mínimo ineficazes no mercado. Além de não surtirem o efeito esperado, podem ocasionar novos problemas no organismo.

Com tudo isso, nos perguntamos: até que ponto devemos confiar em pesquisas científicas e na indústria farmacêutica?

Pergunta difícil de ser respondida. Arthur Caplan, chefe da Divisão de Ética Médica do Centro Médico Langone da Universidade de Nova York (EUA), acredita que essas denúncias são um grande passo para acreditarmos nos médicos e cientistas.

Porque eles são capazes de admitir que há fraude e “maçãs podres” em seu meio, significa que estão alertas e conscientes da necessidade de mais esforços para pará-los.

Caplan suspeita que a natureza cada vez mais competitiva da ciência, o desejo de garantir mais subsídios, patentes e patrimônios por cientistas, e a proliferação de revistas que não estão fazendo um bom trabalho de revisão são os culpados pelo aumento das fraudes.

Segundo ele, a biomedicina tem de agir para deter essa tendência crescente. Mais educação para jovens investigadores científicos, sanções mais duras para fraude, e aumento dos recursos e recompensas para revisão científica podem ajudar a interromper essa onda.[NBCNews]

1)             CONCEITOS BIZARROS DA FÍSICA QUE TODOS DEVEM CONHECER 27/9/2012

http://hypescience.com/7-conceitos-bizarros-da-fisica-que-todos-devem-conhecer/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

2)             LÁ NA FRENTE DA NEUROCIÊNCIA, EMBORA NA MESMA DIREÇÃO DELA, NOEROBICA® ATIVA MEMÓRIA COM CRISPROMEC E DESATIVA COM JOGO BICAMERAL24/9/2012

 

O que é CRISPROMEC? O que é JOGO BICAMERAL? Matricule-se nos cursos de Noergologia

3)             CIENTISTAS CRIAM TÉCNICA QUE APAGA MEMÓRIAS DE MEDO

Nas minhas palestras no século passado, quando comecei a falar que amnésia nada tinha a ver com a fábula da resistência inconsciente e que memórias eram arquivadas em proteínas cerebrais, como indicavam as pesquisas de Agranoff, eu era considerado blasfemo. Hoje até meu neto sabe que memórias estão arquivadas em proteínas e conexões neurais.

“Quando o cérebro aprende algo novo (bom ou ruim), uma memória é criada através de um processo chamado de consolidação: no começo, a memória é instável; depois, proteínas se formam no cérebro para fixá-la.

O que os pesquisadores fizeram foi interromper esse processo (criando rupturas no caminho que ele percorre) para afetar o conteúdo da memória. Dessa maneira, eles conseguiram apagar memórias emocionais, interrompendo sua consolidação no cérebro.” http://hypescience.com/cientistas-criam-tecnica-que-apaga-memorias-de-medo

5) CIENTISTAS DESCOBREM FORMAS DE APAGAR MEMÓRIAS RUINS

Vejam o avanço da Noerobica®: com ela podemos ativar ou desativar memórias sem necessidade de choque. Todavia a importância do artigo abaixo é reforar a tese de que memórias não são indeléveis, são plásticas e maleáveis.

Um dia depois, os pesquisadores lembraram essa memória de medo para alguns dos voluntários apenas uma vez, mostrando-lhes o quadrado e dando-lhe um choque novamente, consequentemente ativando a memória. Durante esta janela de reconsolidação, os pesquisadores tentaram manipular a memória por vezes expondo os voluntários apenas ao quadrado azul.

Esses voluntários produziram uma resposta de suor significativamente menor no dia seguinte, em comparação com aqueles que receberam apenas a terapia de extinção, sem reconsolidação. Além do mais, a sua perda de memória foi permanente.

Um ano depois, um terço dos voluntários voltou. Aqueles que receberam apenas a terapia de extinção (viram só o quadrado azul) mostraram uma resposta de medo elevada quando o viram, mas aqueles que receberam a terapia de extinção durante a reconsolidação (levaram choque novamente) não mostraram nenhuma reação de medo. [NewScientist]

http://hypescience.com/cientistas-descobrem-formas-de-apagar-memorias-ruins/

6) COMO O CÉREBRO ARMAZENA NOSSAS MEMÓRIAS?

A Ciência caminha nitidamente na direção da Noergologia. É importante frisar que Noergologia já chegou lá, já está lá na frente com CRISPROMEC.

Nos últimos anos, pesquisadores rastrearam nossa memória até os níveis estrutural e molecular. Eles descobriram que as memórias são armazenadas ao longo de estruturas cerebrais em muitas as conexões entre os neurônios.

Esse armazenamento pode ocorrer de duas maneiras. Memórias de curto prazo são processadas na parte frontal do cérebro em uma região altamente desenvolvida, chamada lóbulo pré-frontal.

Então, a memória de curto prazo é convertida em memória de longo prazo no hipocampo, uma área mais profunda do cérebro. O hipocampo ajuda a solidificar o padrão de conexões que formam uma memória, mas a memória em si depende da solidez das conexões entre as células cerebrais individuais.

Por sua vez, as células do cérebro dependem de proteínas e outras substâncias químicas para manter as suas ligações umas com as outras e se comunicarem.

O hipocampo também grava memórias simultâneas de diferentes regiões sensoriais do cérebro e as liga em um “episódio único” de memória. Por exemplo, você pode ter apenas uma lembrança de um jantar ao invés de várias memórias distintas (da aparência, do cheiro, do som da festa).

As conexões de uma lembrança entre os neurônios podem se tornar uma combinação fixa. Por exemplo, quando você ouve uma música, pode associá-la com algum episódio que lhe aconteceu enquanto você a ouvia.

Em varreduras do cérebro, os cientistas podem ver as regiões diferentes do cérebro “acenderem” quando alguém está recordando um episódio em sua memória. Isso demonstra como elas representam um índice dessas sensações e pensamentos diferentes gravados http://hypescience.com/como-o-cerebro-armazena-nossas-memorias/

7) NO FUTURO, VOCÊ PODERÁ APAGAR SUAS MEMÓRIAS RUINS

Observe como a Neurociência caminha nitidamente na direção da Noergologia, porque já ultrapassou a fase da crença infundada nas memórias indeléveis e consequente psicoterapias regressivas e já trabalha em COMO modificar memórias. Noerobica® já está lá na frente e já sabe como desativar memórias sem dar susto, apenas fazendo um inteligente JOGO BICAMERAL.

Os cientistas da Universidade John Hopkins já conseguiram apagar memórias traumáticas do cérebro de ratos. A equipe usou sons altos e repentinos para assustar os ratos, e descobriu que a amígdala, a parte do cérebro conhecida por causar o que se chama de “condição de medo”, mostrou a maior atividade durante o experimento.

Quando ocorre um evento traumático, a amígdala cria uma memória de medo que pode durar uma vida inteira e ter um efeito debilitante sobre a vida de uma pessoa. Os cientistas também examinaram as proteínas nas células nervosas e encontraram um aumento na quantidade de proteínas cálcio-permeáveis.

As proteínas eram excepcionalmente instáveis e removíveis nas células nervosas. Os pesquisadores acreditam que, através da remoção das proteínas e do consequente enfraquecimento das conexões no cérebro, criadas pelo trauma, eles poderiam apagar a memória ruim.

Agora, o próximo passo dos pesquisadores é desenvolver uma droga que também funcione em seres humanos, já que a descoberta descreve os mecanismos celulares e moleculares envolvidos neste processo e levanta a possibilidade de manipular tais mecanismos com remédios que melhorem a terapia comportamental para condições como o transtorno de estresse pós-traumático.

Segundo os pesquisadores, apesar de soar como ficção científica, o medicamento pode um dia ser aplicado para o tratamento de memórias debilitantes e de medo nas pessoas, como a síndrome de estresse pós-traumático associada com guerra, estupro e outros eventos.

http://hypescience.com/no-futuro-voce-podera-apagar-suas-memorias-ruins/

 

8) ESTUDO: POR QUE O HORÁRIO POLÍTICO É PERDA DE TEMPO ATÉ MESMO PARA OS POLÍTICOS

http://hypescience.com/estudo-por-que-o-horario-politico-e-perda-de-tempo-ate-mesmo-para-os-politicos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

9) COMO O CÉREBRO TRANSFORMA 3D EM 3D

http://hypescience.com/como-o-cerebro-transforma-2d-em-3d/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

 

10) UM MILHÃO DE PESSOAS COMETE SUICÍDIO AO ANO

Revista Hype Science 12/9/2012

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um milhão de pessoas comete suicídio ao ano. Os dados foram divulgados na última sexta (7), junto com um pedido para que os governos tratem este problema de forma urgente.

O número significa que a cada 40 segundos, aproximadamente, uma pessoa tira a própria vida. E se o número de suicídios é alto, o número de tentativas é 20 vezes maior: 5% da população mundial vai tentar tirar a própria vida pelo menos uma vez durante sua existência.

O suicídio é a maior causa de mortes evitáveis no mundo, matando mais que os homicídios e as guerras (somados), sendo maior em países mais pobres, que também são os países menos preparados para prevenir o suicídio.

As taxas mais altas estão nos países da Europa Oriental, como a Lituânia e Rússia, e são menores na América Latina. Estados Unidos, países da Europa Ocidental e Ásia estão no meio da estatística, embora muitos países da África e do sudeste da Ásia não tenham estatística disponível.

Globalmente, o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens entre 15 e 19 anos, com pelo menos 100.000 adolescentes se matando a cada ano.

Entre os adultos, a taxa de suicídio é maior entre os maiores de 75 anos, que usam os meios mais letais e tem menos chances de sobreviver às consequências de uma tentativa.

Além disso, os homens tem três vezes mais probabilidade de cometer suicídio, mas há três vezes mais mulheres que homens tentando o suicídio.

O Brasil apresenta menos de 6,5 suicídios para cada 100 mil habitantes, um número considerado baixo quando comparado com os 13 suicídios por 100 mil habitantes dos países que mais cometem suicídio (a taxa de alguns países europeus). A média brasileira é de 25 suicídios por dia, número só inferior ao de mortes no trânsito e homicídios. Mesmo assim, são números preocupantes, que já despertam a atenção do meio acadêmico e do governo.[MedicalXpress, CVV]

 

11) CIRCUITOS NEURAIS SÃO CRIADOS EM LABORATÓRIO

Revista Hype Science 30/7/2012

por Mustafá Ali Kanso

O sistema nervoso detecta estímulos externos e internos, tanto físicos quanto químicos e desencadeia as respostas musculares e glandulares integrando o organismo com o ambiente.

Ele é formado, basicamente, por células nervosas – os neurônios – que se interconectam de forma específica formando os chamados circuitos neurais.

É através desses circuitos que o organismo é capaz de produzir respostas padronizadas, tais como os reflexos, ou então, produzir comportamentos variáveis e complexos de acordo com a aprendizagem estímulo-resposta através da propriedade denominada plasticidade neuronal.

NEURÔNIO

O neurônio é composto de três partes principais: um corpo celular, os dendritos e um axônio. São justamente os axônios e dendritos os responsáveis pelas ligações de célula a célula na composição dos referidos circuitos neuronais.

Cada neurônio componente dessa rede é uma célula eletricamente excitável que processa e transmite informações ao longo de todo o circuito.

Como os neurônios apresentam dimensões da ordem de milionésimos de milímetro o desafio associado à criação em laboratório de uma rede neural viva é muito grande. Principalmente quando se considera a necessidade do posicionamento de cada célula em locais pré-estabelecidos e a correta orientação do crescimento dos axônios para que as referidas sinapses ocorram.

Mas mesmo assim muitos pesquisadores vêm tentando recriar esse processo chave em laboratório por meio da manipulação de neurônios de ratos.

A PESQUISA

Foi publicado recentemente no Publishing’s Journal of Neural Engineering, o estudo, realizado por pesquisadores do Korea Advanced Institute of Science and Technology (KAIST) preconizando uma técnica eficaz que não apenas propicia o crescimento dos axônios como também orienta esse crescimento culminando na construção de um circuito neuronal completo e funcional.

Coautor do estudo, o professor Yoonkey Nam, afirmou que: “Eventualmente, nós queremos saber da possibilidade de se projetar um modelo de tecido neural que imite biologicamente alguns circuitos neurais do nosso cérebro”.

Neste estudo, foi investigada a formação de neurônios e o crescimento dos axônios utilizando diversos tipos de micropadrões poligonais (matrizes micropoligonais) em substratos de cultura de células e sugeriu um princípio inovador de design para a orientação do crescimento do axônio in vitro.

Dez tipos diferentes de micropolígonos (círculo, triângulo, quadrado, pentágono, hexágono, estrelas e triângulos isósceles) foram impressas, como uma diminuta fôrma no tamanho da célula, em um substrato de cultura utilizando microimpressão de contacto com uma mistura de poli-L-lisina e laminina (uma cadeia peptídica sintética).

A princípio apenas 18 neurônios do hipocampo de ratos foram marcados com fluorescência e cultivados sobre os substratos dos moldes, e a relação entre micropadrões e o crescimento de neurônios foi analisada.

Os pesquisadores descobriram que os moldes em triângulo foram mais eficientes para incentivar o crescimento e a orientação dos axônios. Orientação essa, dada na direção do vértice com ângulo mais agudo, sendo que a geometria dessas diminutas fôrmas atuou como pista de sinalização.

No geral, foi integrada a microtecnologia com a neurobiologia para encontrar uma nova solução de engenharia com o objetivo de criar um modelo de circuito neural reprodutível.

As aplicações são inúmeras.

Desde estudos de como se processa a memória até rastreio de drogas no sistema nervoso central.

No entanto uma aplicação se destaca: é a regeneração de neurônios danificados, com aplicações promissoras na medicina, principalmente no que tange ao tratamento de lesões na medula espinal que confina à cadeira de rodas milhões de pessoas em todo o mundo

 

12) COMO MODIFICAR SEU CÉREBRO POR VONTADE PRÓPRIA

Revista HYpeScience 9/7/2012

Colegas, o artigo abaixo está circulando na imprensa somente agora. Todo Noergologista sabe que Noerobica® é uma práxis que modifica o cérebro com software noérgico replicável, desde o ano de 2000. E quando em 2001 lançamos o projeto NOERGOLUX, máquina comandada com o pensamento, parecia absurdo. Hoje o Nicolelis e centenas de outros pesquisadores fazem disso o seu cotidiano. Eventos assim indicam que Noergologia é efetivamente mais que apenas exequível e viável; agora é exigível e inadiável.

Se você ainda não fez, venha fazer nossos cursos de APRIMORAMENTO, PERSONAL BRAINTRAINER OU PÓS-GRADUAÇÃO EM NOERGOLOGIA: www.noergologia.com.br

 

13) NASA ANUNCIA DESCOBERTA DE PORTAIS NO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE

Por Maria Luciana Rincon Y Tamanini em 4 de Julho de 2012

Aberturas ocultas criam uma conexão entre os campos magnéticos da Terra e o do Sol. Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/mega-curioso/26138-nasa-anuncia-descoberta-de-portais-no-campo-magnetico-terrestre.htm#ixzz1zml2Iadf

http://www.tecmundo.com.br/mega-curioso/26138-nasa-anuncia-descoberta-de-portais-no-campo-magnetico-terrestre.htm?utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=mural

 

14) EXISTÊNCIA DO BOSON DE HIGGS É CONFIRMADA [PARTÍCULA DE DEUS

Revista HYpeScience, 4/7/2011

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/mega-curioso/26138-nasa-anuncia-descoberta-de-p Existência do Boson de Higgs é CONFIRMADA [partícula de Deus]ortais-no-campo-magnetico-terrestre.htm#ixzz1zmll2mhA

 

15) NOERGOLOGIA DESCOBRE EM CURITIBA NOEROBICA®, POSSIBILITANDO O USO CIENTÍFICO DO POTENCIAL NOÉRGICO

http://www.youtube.com/watch?v=GHld_fXNS3k

 

16) MISTERIOSA SUBSTÂNCIA ESCURA DO UNIVERSO É VISTA PELA PRIMEIRA VEZ, 7/7/2012: http://hypescience.com/misteriosa-estrutura-oculta-do-universo-e-observada-pela-primeira-vez/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *