Viabilidade da Noergologia como paradigma emergente das Ciências Humanas

II CONGRESSO CIENTÍFICO DE NOERGOLOGIA INSTITUTO DO PENSAMENTO-CÉREBRO

Nome do Autor:  Prof. Jacob Bettoni, Autor de Revolução de Paradigma na Psicologia.

E-mail do Autor:  bettoni@noergologia.com.br

 Título do Projeto: O PARADIGMA EMERGENTE DA NOERGOLOGIA
Área do Projeto:  Instituto de Noergologia

Palavras chave: Noergologia; análise paradigmática; mapeamento de axiomas; Paradigma

 Resumo

INTRODUÇÃO: Filosofia é a mãe de todas as ciências. Foi só na segunda metade do Século XIX, quando a maioria das ciências já havia dela se emancipado e se estabelecido como ramos autônomos do conhecimento, que as ciências psi iniciaram seu movimento emancipatório, para o que tiveram que se afiliar ao paradigma que reinava soberano na época – o mecanicismo passivista. Até hoje, a área psi não conseguiu ultrapassar esse paradigma, já abolido nas demais áreas do conhecimento. OBJETIVO: demonstrar que Noergologia como paradigma emergente da área psi é mais que exeqüível e viável, é exigível e inadiável. METODOLOGIA. Técnicas de mapeamento de axiomas paradigmáticos permitiram identificar as matrizes conceituais, que continuam norteando as ciências psi: determinismo, noesis passiva e observador olimpiano, axiomas que corporificam o Paradigma do passivismo psíquico – PPP. A solução é o paradigma emergente da Noergologia, cujo mapeamento de axiomas redefine os critérios do apriori científico da área, abrindo novos horizontes de pesquisa.CONCLUSÃO: os axiomas que norteavam os critérios de cientificidade no final do Século XIX, que desaguaram no parto psimecanicista destinado a seres passivos e deterministas e que continuam corporificando o mapeamento dos axiomas do paradigma vigente na área psi, estão com o seu prazo de validade vencido. Noergologia rompe com esse imobilismo. Ao estabelecer novos critérios de apriori científico paradigmático na área, produzi um choque civilizatório com axiomas que resgatam a essência humana: a) pensamento não é inconsciente, pensamento é criador; b) Ser Humano não é determinista, é intencional. Noergologia é o paradigma emergente que finalmente abre novos horizontes na área psi mudando nossa maneira de olhar o fenômeno humano.

ABSTRACT – INTRODUCTION: Philosophy is the mother of all sciences. In the second half of the nineteen century, when most of sciences had already gained their independence from philosophy and established themselves as autonomous branches of knowledge, psychology was still starting its way to emancipation and attached itself to the dominant paradigm of the time that was a blend between passivism and Newton mechanics. Up to this day, psychology had not achieved to left this paradigm behind, a paradigm that was abandoned by most of sciences today. OBJECTIVE: To demonstrate that Noergology is the most viable and feasible paradigm and its adoption should not be postponed. METHODOLOGY: Techniques of   Paradigmatic Axioms Mapping will make possible  the identification of conceptual matrix that continue to guide psychological sciences which are  determinism, passive noesis, and Olympic observer, that is, an observer that pretends not to interfere with the outcome of his observations. These axioms make up the paradigm of psychic passivism, (PPP). The Solution is Noergology, the emerging paradigm, whose axiomatic mapping redefines the a priori scientific principles of this domain, opening up new horizons to scientific research. CONCLUSION: The validity time of the axioms that guided the definition of scientific criteria at the end of the nineteen century and that continues to determine the axiomatic mapping of the current paradigm,   have long expired.  Noergology breaks up this paralyzed view of the human being and establishes new criteria for a priori validity of scientific principles. A shock of civilization was produced in psychology by the principles that brings back the very essence of human being that are: a) thinking is not unconscious but is creative; b) human beings are intentional. This is the new emerging paradigm that will, at last, open up new horizons in psychology, radically changing our view of human phenomena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *