Física Quântica

V CONGRESSO CIENTÍFICO DAS FACULDADES INTEGRADAS ESPÍRITA
Corpo, Alma e Realidade Quântica

Físico Paulo Dantas

Até o final do século XIX acreditava-se que o universo físico e o que dele Pensamos, fossem coisas distintas. Atualmente, a experimentação no campo da física quântica demonstra que a atenção do observador determina mudanças objetivas no comportamento das partículas atômicas: através do Método de Verossimilhança podemos inferir a teoria da dualidade onda-partícula ou matéria-energia, proposta em 1924 pelo físico francês Louis-Victor de Broglie, em que os elétrons apresentavam comportamento dual: ora ondulatório, ora corpuscular, dependendo do experimento efetuado. Também o físico Thomas Young exemplificou, através da experiência da dupla fenda, sensivelmente esta dualidade.

Nesta perspectiva, a mecânica quântica aponta para a quebra de paradigmas, inclusive epistemológicos, abrindo um campo enorme de pesquisa acerca das relações pensamento/realidade.

O que percebemos como real é apenas uma probabilidade num universo sem limites de possibilidades. Nossa relação com a realidade, segundo a psicologia, estabelece-se no resultado do que nos propomos a experimentar, refletir e ainda imaginar. Todavia, a percepção que temos do que é realidade é, em verdade, apenas uma redução vulnerável e susceptível a interferências de padrões cognitivos, que pode ser confundida com fantasia, tornando-se difícil a determinação das margens de cada uma delas.

O que se pretende é atualizar conceitos de determinação da realidade física e apresentar o desejo e a intenção como energias cinéticas e potenciais, influenciadas por variáveis ocultas, que dão tendência às nossas decisões. Mostrar quando o pensamento se torna matéria e colabora para a determinação de um universo onde somos responsáveis pelo total equilíbrio. Corpo e alma como estados possíveis em teorias físicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *