Glossário – Letra A

1.  ABORDAGEM AFIRMATIVA: Técnica focada na descoberta de atos de criação mental mesmo nos mais dramáticos relatos de tristeza, depressão ou sofrimento.

2.  ADMINISTRAÇÃO DO CONHECIMENTO: Tarefa exercida pela Metodologia Científica cujo objetivo principal é indexar o conhecimento, catalogando-o e comunicando-o à Comunidade Científica de forma sistematiza por Normas que, no Brasil, são emanadas pela ABNT e adotadas por Cada Universidade ou mesmo Instituto de Pesquisa com pequenas modificações próprias.

3.  ALFAGENIA: auto-indução controlada da freqüência e potência da eletricidade cerebral.

4.  ANÁLISE PARADIGMÁTICA: atividade da área de GESTÃO DO CONHECIMENTO. Consiste no rastreio, localização e identificação dos axiomas que regem um paradigma, possibilitando o mapeamento dos axiomas do paradigma emergente na área rastreada.

5.   APORIA: raciocínio falho conclusivo de premissas contraditórias. Exemplo: afirmar que o examinando projeta o inconsciente quando olha o desenho de Rorschach, todavia o examinador emite laudos conscientes quando olha o desenho da árvore.

6.  ATENÇÃO: seleção ativa da própria atividade mental ou de informações ecológicas, intra-organísmicas, memórias, idéias meganérgicas ou aspectos genéricos da experiência.

7.  ATLETA MEGANÉRGICO OU MEGATLETA: pessoa com elevada capacidade criadora de MEMÓRIAS MEGANÉRGICAS, (meganes) isto é, memórias muito eficientes, idéias altamente carregadas de noergia, contendo elevado potencial de ação. Meganes são a matéria prima para a realização de estupendos atos comportamentais. Qualquer pessoa pode tornar-se atleta meganérgico mediante treinamento. Exemplos de atletas meganérgicos: praticantes de crimes hediondos, compositores musicais, poetas, escritores, detentores de grandes fobias, construtores de grandes obras, etc. O velho paradigma denominava alguns atletas meganérgicos de doentes mentais outros de heróis. Na realidade ambos são atletas meganérgicos e legítimos criadores das suas meganes. Alguns, todavia, fazem uso contraproducente dessa sua extraordinária habilidade, podendo ser equiparados aos karatekas que matam com um golpe a troco de uma simples discussão de trânsito. Nos dois exemplos o mecanismo foi perfeito, apenas o uso foi inadequado.

8.   AXIOGRAMA: autodeclaração de valores e antivalores, práxis criada em obediência ao AXIOMA da intencionalidade humana, axioma este que torna incompatível a utilização de psicotestes, práxis contraditória com a Noergologia já que pressupõe o determinismo.

9.  AXIOMAS: regras, crenças e princípios aceitos como verdadeiros e não suscetíveis de discussão, definindo o que é certo ou errado, científico ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *