COMO SER NOERGOTRAINNER LICENCIADO EM NOEROBICA®

NOEROBICA® –Oportunidade de desenvolvimento pessoal e inovação profissional.

NOEROBICA® tem alta eficácia:

  • na resolução de dificuldades emocionais
  • transtornos psicológicos
  • conquista objetiva e sistemática de objetivos.

 Duração do curso de habilitação profissional como Noergotrainner Licenciado: dez aulas teóricas e práticas, uma por semana. Você pode exercer profissionalmente a atividade, já que os Direitos pedagógicos, profissionais, marcas, patentes, etc. são exclusivos do Instituto de Noergologia

  • NOERGOTRAINNER LICENCIADO EM NOEROBICA®.

 PROFISSÃO EMERGENTE Oxford previu para este início de milênio:  profissões clássicas desaparecendo, e profissões inovadoras emergindo.

SAIA NA POLEPOSITION Pegue a primeira onda. Sair na poleposition cria melhores oportunidades.

 NOEROBICA® É: Sistema de treinamento do cérebro com o pensamento, que resolve metodicamente em oito semanas problemas tidos hoje como doença mental, transtorno, depressão, etc.

NOEROBICA® É TAMBÉM PODEROSA FERRAMENTA P/:

  1. Definir com clareza o alvo de cada objetivo;
  2. Aprimorar performance profissional, empresarial, artística, esportiva;
  3. Auxiliar na tomada de decisões, inclusive para quem quer mudar radicalmente de vida, reduzindo os riscos do desconhecido;
  4. Transformar veneno em remédio, obstáculo em trampolim.
  5. Pessoas tratando patologias corporais criarem noergia pró-placebo.  

Tudo isso de forma metódica, sistematizada em oito treinamentos.

VÍDEO EXPLICATIVO: https://www.youtube.com/watch?v=X_-Ka2vRcmA

Todos os direitos da prática de Noerobica® são privativos do Instituto de Noergologia, inclusive para os profissionais da área da saúde.

Detalhes: WHATSAPP: 041 999913731 /noergotrainner@yahoo.com

MILIONÁRIO MERCADO EMERGENTE DA NOERGOLOGIA

 

ABAIXO O MITO DA IGUALDADE, VIVA A DIFERENÇA, A LIBERDADE E A SOLIDARIEDADE

RESUMO: desdobramentos do axioma do participante holocentrado, do cérebro como órgão e-ou instrumento do pensamento nos metaconceitos da cultura ocidental no século XXI
No debate político entre o Pastor Levy, A tal anencefálica do PSOL e a apreciação jurídica do Dr. Janot: Data vênia todos estão errados incluindo a avaliação jurídica do Dr. Janot: Ler mais

O Complexo de Édipo é uma fraude

O Complexo de Édipo é uma fraude montada para substituir a Teoria da Sedução de Freud. Além de propaganda enganosa, a teoria edipiana deve  também ser imputada como proselitismo da pedofilia.

Nesse dia 18 de maio de 2007, Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesHOMENAGEAMOS o ex-psicanalista JEFFREY MOUSAIEFF MASSON, que denunciou a fraude edipiana, quando era diretor do Sigmund Freud Archives. O que mais impressiona no episódio é que, ao invés de ter sido promovido,   Jeffrey foi demitido para que A VERDADE não prejudicasse o comércio de produtos mentais baseados nessa fraude. É mister dar um basta às contínuas tentativas de nos explorar exatamente no que temos de mais precioso: nosso sistema mente-cérebro. Obrigado, Jeffrey Masson, pelo extraordinário presente que você entregou para a raça humana!          


                              ouça entrevista de Heródoto Barbeiro com  Prof. Bettoni

COMPLEXO DE ÉDIPO E PEDOFILIA, Prof. Jacob Bettoni

Existem relatos históricos escabrosos sobre violência sexual contra crianças. Sigmund Freud (1856-1939) não apenas tinha amplo conhecimento dos fatos, como sabia que seu próprio pai, Jacob, violentava regularmente seu irmão e sua irmã.

Sua paciente Emma foi uma das vítimas do crime quando tinha 12 anos. Freud insurge-se pioneiramente contra essa barbárie lançando, em conferências em 1896, a corajosa Teoria da sedução, denunciante dos efeitos nocivos das imposições contra crianças.

O boicote contra a teoria foi imediato. Muitos médicos eram estupradores e violadores e não podiam concordar. A máquina corporativa funcionou azeitada. A “Wiener Klinische Wochenschrift” divulgou as atas das conferências. Mas da Teoria da Sedução apenas simples nota. O “Neurologisches” noticiou as conferências detalhadamente. Mas veja a fraude em fabricação: a Teoria da Sedução não foi nem se quer mencionada.

Em Abril de 1896, Freud descreve a Fliess a conferência, carta essa boicotada das publicações conhecidas ironicamente como “Correspondências Completas de Freud”. O desabafo com o amigo Fliess valeu-lhe nova ducha de água fria: Fliess também violentava o filho Robert. A Teoria da Sedução estava em total desacordo com a literatura médica, que já manipulava as histórias reais de estupros como meras fantasias.

A teoria contrariava outras teorias acadêmicas e práticas de prostituição. Salvo os estuprados, Freud não conseguiu adeptos. Pelo contrário, criou inimizades, isolamento e quase foi à falência. É dele o desabafo: “Senti-me desprezado por todos. Pela primeira vez, meu consultório está vazio. Não posso começar nenhum novo tratamento e nenhum dos antigos foi completado”.

Esse foi o calcanhar-de-aquiles de Freud. O único modo de reconquistar o apoio da classe foi abandonar a Teoria da Sedução, em Setembro de 1897.

O Complexo de Édipo é uma fraude montada para substituir a Teoria da Sedução de Freud

Mas a reconciliação completa só se deu quando, num golpe de mestre, substituiu a Teoria da Sedução pelo Complexo de Édipo: um passe mágico transmutando vítima infantil em autora e marmanjo estuprador em vítima das tentações edipianas, para total aplauso de colegas, amigos e parentes.

Mesmo após ter abandonado a Teoria da Sedução, Freud se depara com mais provas clínicas de crianças violentadas sexualmente. Nada diz em público, para evitar retaliações, mas confidencia o fato em carta a Fliess em Fevereiro de 1897, também sonegada das “Correspondências Completas”.

Vê-se, assim, que o produto edipiano é mero embuste criado por propaganda enganosa de espertalhões. Os fatos presenciados por Freud evidenciavam o adulto impondo práticas sexuais contra pequerruchos que, por sua vez, não as desejavam nem incentivavam. a Teoria da Sedução alertava para o efeito patológico das reminiscências da violência sexual imposta. O Complexo de Édipo lança suspeita universal de que a criança deseja o ato sexual, incentivando e participando de forma ativa.

Decorridos mais de 80 anos, o mundo não mudou muito. Em 1980, Jeffrey Masson, faz um achado histórico: localiza documentos ardilosamente sonegados ao público pelos psicanalistas, mostrando que o Complexo de Édipo é uma fraude montada com interesses corporativos graças à cumplicidade da imprensa da época.

Ao divulgar suas descobertas, Masson é demitido do cargo de diretor do IPA (International Psychoanalytical Association, fundada por Freud em 1910), em vez de ser agraciado. O Complexo de Édipo é mais do que saber falsificado. Nasceu na tentativa de encobrir criminosos estupradores. Sua difusão atual, depois de comprovado como embuste, deve ser encarada não só academicamente como fraude científica, mas enfrentada também judicialmente como propaganda enganosa, pois ludibria a sociedade e jovens acadêmicos e incentiva a impunidade.

Sem a cumplicidade da imprensa da época, a sociedade já estaria livre da farsa edipiana. A própria imprensa pode agora aposentar Édipo, até porque o estoque de otários chegou a fim!

História das teorias sobre Pensamento

 

 Crença numa energia invasora que produz pensamento. É ela que possibilita a luta travada pela repressão  e a produção de mecanismos de defesa, transferência, projeção, análise, dissociação etc.

IXAC – Homero lança o modelo político da consciência como privilégio da aristocracia e inconsciência como dever do povão.

VIIAC – Hesíodo é condenado por ter assinado suas próprias poesias sem ser aristocrata. 

A Batalha pela Conquista da Tua Mente

BATALHA PELA NOSSA MENTE,  Prof Jacob Bettoni

quando o escravo era acorrentado com grilhões de ferro era fácil perceber a escravidão. Quando agora desfila acorrentado a algemas semânticas torna-se difícil, ao espírito acrítico, perceber a escravidão do homem, curvado perante a mesma ortodoxia psicanalítica da energia invasora inconsciente, inacessível ao indefeso subordinado, ignorante do saber lingüístico e dos reforços que este praticou na teoria do inconsciente” Albert Camus.

Ler mais

Na Faculdade mentiam que Freud descobriu o inconsciente

VACINE-SE CONTRA FRAUDES CIENTÍFICAS :  FREUD DESCOBRIU O INCONSCIENTE!

PROF JACOB BETTONI

Não devemos supor que esta visão inconsciente do psíquico seja uma  inovação devida à psicanálise. Theodor Lipps afirmou com a maior  clareza que o psíquico é em si mesmo inconscient, S. Freud, 1938

INTRODUÇÃO: Long, long time ago ter consciência era um direito político da aristocracia e ser inconsciente era um dever do povão. Se quiser saber mais leia na íntegra “ARQUEOLOGIA DO INCONSCIENTE” http://www.noergologia.com.br/consciencia.htm

Ler mais

Neuropsicanálise – A Fraude Ataca de Novo

NEUROPSICANÁLISE, A FRAUDE ATACA DE NOVO O POVO

Prof. Jacob Bettoni, Autor de Revolução de Paradigma na Psicologia

 “Cientistas muitas vezes estão interessados não em promover, mas em obstruir o progresso” Thomaz Kuhn

 ALERTA: O Homem evoluiu das cavernas até o espaço sideral graças aos pioneiros. Isso porque, em todas as épocas, sempre existiram os reacionários  que tentaram impedir o progresso científico através dos conhecidos artifícios do olho do furacão, efeito camaleão, efeito tapetão e terreno minado.  Esse artigo é um alerta contra o crime de lesa-ciência praticado por alguns retardatários intelectuais que tentam macular a neurociência com a Psicanálise, com o artifício de uma mancha preta chamada neuropsicanálise. Se você é um pioneiro que acredita no progresso e é contra o retrocesso da ciência, considere-se convocado. Não estão brincando com nosso patrimônio, nem com nosso saldo bancário, mas com nossa maior riqueza: nosso pensamento que ocorre na interface mento-cérebro.

Ler mais

Teoria do inconsciente: porque engana tanta gente

ARQUEOLOGIA DO INCONSCIENTE

SUMÁRIO: A civilização homérica fez as duas maiores descobertas da humanidade: a) Ser Humano Pensa; b) a mais eficiente técnica de escravizá-lo é através do seu próprio pensamento. Foi assim que, no século IXAC deu-se a “descoberta” do inconsciente, isto é, da técnica de psicocracia permitindo que uma casta privilegiada manipulasse o pensamento da casta subalterna: olimpianos dominando cavernícolas. Foi assim que surgiram os conceitos de TER CONSCIÊNCIA (produzir pensamento e conhecimento com autonomia e intencionalidade) e SER INCONSCIENTE (não dispor dessa autonomia). O primeiro atributo citado é DIREITO POLÍTICO OLIMPIANO DA ARISTOCRACIA; O segundo atributo era OBRIGAÇÃO POLÍTICA DOS CAVERNÍCOLAS. Tal jurisprudência continuou sendo manipulada até o ponto em que gerações posteriores, que se julgavam mais avançadas do que a helênica, confundiram esses conceitos políticos com inexistentes mecanismos psicológicos, que até nossos dias continuam sendo utilizados para a execranda prática da psicocracia.
Ler mais